quinta-feira, 8 de maio de 2008


Lá venho eu com a Martha Medeiros de novo...
Casei em Setembro de 2007 numa cerimônia bem do jeito que nós queríamos. Pedimos que o celebrante fizesse uma cerimônia rápida, simples,falando em Deus,mas que não fosse nada como sermão de igreja. Eu acho irreal essa história de até que a morte os separe.Primeiro porque eu acho que hoje em dia as coisas mudaram e porque também não gosto da palavra morte numa ocasião tão especial!


PROMESSAS MATRIMONIAIS

Martha Medeiros

Em maio de 98, escrevi um texto em que afirmava que achava bonito o ritual do casamento na igreja, com seus vestidos brancos e tapetes vermelhos, mas que a única coisa que me desagradava era o sermão do padre: "Promete ser fiel na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando-lhe e respeitando-lhe até que a morte os separe?" Acho simplista e um pouco fora da realidade. Dou aqui novas sugestões de sermões:

- Promete não deixar a paixão fazer de você uma pessoa controladora, e sim respeitar a individualidade do seu amado, lembrando sempre que ele não pertence a você e que está ao seu lado por livre e espontânea vontade?

- Promete saber ser amiga e ser amante, sabendo exatamente quando devem entrar em cena uma e outra, sem que isso lhe transforme numa pessoa de dupla identidade ou numa pessoa menos romântica?

- Promete fazer da passagem dos anos uma via de amadurecimento e não uma via de cobranças por sonhos idealizados que não chegaram a se concretizar?

- Promete sentir prazer de estar com a pessoa que você escolheu e ser feliz ao lado dela pelo simples fato de ela ser a pessoa que melhor conhece você e portanto a mais bem preparada para lhe ajudar, assim como você a ela?

- Promete se deixar conhecer?

- Promete que seguirá sendo uma pessoa gentil, carinhosa e educada, que não usará a rotina como desculpa para sua falta de humor?

- Promete que fará sexo sem pudores, que fará filhos por amor e por vontade, e não porque é o que esperam de você, e que os educará para serem independentes e bem informados sobre a realidade que os aguarda?

- Promete que não falará mal da pessoa com quem casou só para arrancar risadas dos outros?

- Promete que a palavra liberdade seguirá tendo a mesma importância que sempre teve na sua vida, que você saberá responsabilizar-se por si mesmo sem ficar escravizado pelo outro e que saberá lidar com sua própria solidão, que casamento algum elimina?

- Promete que será tão você mesmo quanto era minutos antes de entrar na igreja?

Sendo assim, declaro-os muito mais que marido e mulher: declaro-os maduros.

23 Comments:

Mariah said...

espero que tenham assinado e reconhecido firma.

Bel Gasparotto said...

Retribuindo a visita... e encontro esse texto bacana, quase surreal. Difícil um casal que cumpra o sermão antigo, imagina esse... triste, quase acho que a humanidade não está pronta para amar...

Bjs!

Beth said...

Carolina,
Apesar de não ser fã de Martha Medeiros, simplesmente, achei esse texto bárbaro.
bjs

PS: Lola obrigada pela visita.

Ela said...

E eu gosto dela, muito. Acho que neste texto ela, como mulher , extrai o segredo sagrado dos relacionamentos:

"Promete saber ser amiga e ser amante, sabendo exatamente quando devem entrar em cena uma e outra"...

Eu gosto cada vez mais daqui

Lile said...

Ah, que lindo!
Não só o post com a Martha Medeiros, mas este blog com as mulheres de Chico. Amo, amo, amo esse moço de olhos verdes e palavras incríveis!

Volte ao Abacate! Eu voltarei aqui.

Bjo

Nick Nicks said...

É mesmo a promessa da maturidade. Promessa que a gente sempre quebra aqui e ali, geralmente quando nos desentendemos com nós mesmos. O texto também me lembra a visão budista do casamento - que eu acho linda - e como não poderia deixar de ser, também me lembra a Psicanálise, que me ajudou a entender coisas como estas e muitas outras. Beijos! :]

Ana Barros said...

I do !!! - para todas as perguntas :-)
Muito bom mesmo, acho que é bem por aí que se cultiva um bom relacionamento.

n_n° said...

Geeente ameiii isso aqui!


hihihih e valeu a visita lá!

eee bjosss

Ciça. said...

Achei muito melhor. Isso sim deveria ser dito nos casamentos...


:*

Fabrício Persan said...

hehe... caracaxx, sensacional todas essas promesas ! =D
O final então é arrasante !!
Casar significa MAturidade, e todas as alegrias e desafios necessários q esta implica.
AbçO e t++

Di said...

Tenho esse texto no meu blog, mas achei na net como autoria do Mário Quintana...vixi.
Seja de quem for a autoria é lindo!

Poderia se acrescentar: "Promete ser sempre a mesma que ele aprendeu a amar?"

Ju said...

acho esse "sermão" perfeito... real
=)

Dani said...

Doma Martha arrasa. Um dia passei por ela na rua. Me deu vontade de parara ela e dizer: Vc é o must!
Ela ia se achar..hahahahaha
Beijos

Dani Faxina

JOICE WORM said...

PROMETO!
Até dá vontade de casar de novo. Acho que repeti as tradicionais palavras sem sentir tanto. Agora depois de 21 anos, vejo que cumpri todas as suas outras promessas. E é porisso que eu digo a todo mundo que eu sou casada ha mais de 500 anos!

Luciana Farias said...

Não ouvi esse sermão... mas acho que vou pedir pra repetirem quando maridão e eu completarmos 14 anos em outubro... como é bom quando dá pra falar tudo isso!!!

beijão...

Roberta said...

Visitante nova no meu espaço... que prazer!!! E não é que passo aqui e o ultimo post foi sobre casamento?!!? srsrsrs. Coincidencia!!
gostei do blog, bem variado... vou passar mais vezes!
Bjks

Nathália said...

Pois com promessas assim, até sinto uma vontade maior de casar. Rs
Muito melhores do que as convencionais. E muito mais realistas.

Beijo!

cris santos said...

*q seja eterno enqto dure*
Essa de amor eterno, na dor e na tristeza... é bem irreal. Remete àquela historia de conformismo, de que (principalmente a mulher) tem de se sujeitar para ficarem jtos...

Adorei a orãção da martha, se um dia casar, ela vai ser lida na cerimonia!

beijjooss

Adriana said...

Muito interessante esse sssunto...e essas novas promessas

até mais

Rafaela said...

ô dilícia sua visitinha, e que prazer encontrar o seu site, ainda mais falando de casamento. Adowro!

Voltarei mais vezes. Bjus e boa semana!

Ps. eu me dou bem com a minha sogra, na maioria do tempo, hohoh

Rafaela said...

ô dilícia sua visitinha, e que prazer encontrar o seu site, ainda mais falando de casamento. Adowro!

Voltarei mais vezes. Bjus e boa semana!

Ps. eu me dou bem com a minha sogra, na maioria do tempo, hohoh

- BiAaaAah* said...

Nossa, acho que tinha que ser td assim tambééém!!!!
A Martha Medeiros foi muito feliz no que disse..

Marcia Maria Santos said...

Parabéns, pelo belo texto ´publicado na Revista do Globo, no dia 08 de maio. Realmente muito verdadeiro. Como posso ter uma cópia? Meu filho carregou com a revista, espero que ele tenha lido e entendido. Obrigada por nos proporcionar tantas alegrias aos domingos.
Forte abraço.
Marcia C Albuquerque